20 de fev de 2014

Ditadura revelada II



Domingo passado, 16 de fevereiro, começou a sair na imprensa mais uma notícia para desmentir a ideia de benignidade do regime militar no Brasil, a partir do golpe de 1964.

O forjado "ato terrorista" do Riocentro, em 1981, tem seis pessoas denunciadas pelo MPF - cinco militares e um delegado (todos funcionários públicos, portanto, que teriam, mais que qualquer um, seguir restritamente a lei, mas fizeram algo ainda pior) deverão ir ao banco dos réus.

Segue o link para a notícia.

Num destaque da reportagem, falando sobre as investigações, que ganharam impulso com as revelações de papéis ocultados na residência em PoA do falecido coronel reformado Molinas Dias, é dito:

"Os documentos revelam como o regime [militar] tentou maquiar o cenário do Riocentro. Placas de trânsito, por exemplo, foram pichadas com a sigla VPR [organização de resistência ao golpe], para fazer com que o ato parecesse obra dos guerrilheiros. O arquivo mostra orientações no sentido de desaparecer com pistas comprometedoras."

Como chamar isso? Armação criminosa e desonestidade aberrante é pouco, né?

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/politica/noticia/2014/02/mpf-denuncia-seis-pessoas-no-caso-riocentro-4421299.html

Nenhum comentário: